Habilidade Premium

Assine para ter acesso ilimitado!
Melhor preço!

Semestral

R$ 0

/mês
  • 6 meses de acesso ilimitado
  • Diversos cursos
  • Conteudo exclusivo
  • Material didático
  • Grupo para dúvidas
Assine Agora!

Bimestral

R$ 0

/mês
  • 3 meses de acesso ilimitado
  • Diversos cursos
  • Conteudo exclusivo
  • Material didático
  • Grupo para dúvidas
Assine Agora!

Iluminação interna rápida com Vray Passo a passo para iluminar cenas internas usando o Sunlight do Vray

Nessa habilidade vamos aproveitar o sol do Sketchup, que vai se tornar uma Sunlight do VRay, para iluminar cenas internas de forma rápida e prática.

Quando optamos por trabalhar com a Sunlight do Vray, estamos utilizando o método procedural de iluminação. Isso quer dizer que por meio de recursos e parâmetros do próprio software vamos conseguir setar uma iluminação natural, não sendo necessário nenhum recurso externo (como foto, etc.). Esse método gera resultados bem rápidos e com boa qualidade.

Em primeiro lugar, é importante definir a posição do sol. Podemos fazer isso por meio da aba "shadows", onde podemos manipular a data e horário até chegar a diferentes inclinações e orientações solares, produzindo efeitos diferentes de iluminação.

Para uma iluminação num horário próximo ao meio do dia, podemos deixar o sol mais "vertical", e para uma iluminação que represente o fim do dia, o sol pode ser mais horizontal e "quente". Uma vez determinada a posição do sol, o próprio Vray se encarrega de alterar um pouco sua cor, mas podemos definir melhor sua aparência no "Asset Editor". Lá podemos configurar a intensidade do sol, temperatura de cor, a suavização da sombra assim como a aparência do céu.

Obviamente, o resultado da iluminação depende de uma serie de fatores, e não apenas das configurações do sol. Se no ambiente interno a janela for muito pequena, obviamente a luz natural talvez não seja suficiente, e luzes artificiais podem complementar a iluminação.

Também é importante lembrar da configuração de exposição, que controla a quantidade de luz que a câmera capta. Assim, não adianta ter um sol muito forte se a câmera não estiver configurada corretamente para captar a luz. Normalmente setamos o EV da câmera em função do horário, em simulações noturnas queremos que a câmera capte mais luz, em cenas diurnas, queremos o contrário para não deixar a cena "estourada".

Em algumas situações podemos complementar a luz natural com uma "rectangle light", que podemos colocar atrás das aberturas da cena. Essa luz ajuda a simular a claridade do ambiente, tornando-o mais claro sem a necessidade de aumentar muito a força da luz do sol, e dessa forma, evitando áreas superexpostas.

Dica:
Não existe receita de configuração de luz perfeita. O processo de iluminação é feito através de tentativa e erro, e é muito importante que a gente conheça muito bem os parâmetros que controlam a luz.



Esta habilidade possui recursos extras!
Faça o login para baixar
Não se preocupe, nunca postaremos nada em seu nome.



Ficou Alguma Dúvida?
Acesse nosso grupo de estudos e fale com o instrutor.





Instrutor
Marcio Nisenbaum

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ e mestre pela Dessau Institute of Architecture (Alemanha), colaborador do escritótio PluralPS, tenho mais de 7 anos de experiência como professor universitário nos cursos de Arquitetura, Interiores e Design, e muita paixão por computação gráfica.