Habilidade Premium

Assine para ter acesso ilimitado!
Melhor preço!

Semestral

R$ 0

/mês
  • 6 meses de acesso ilimitado
  • Diversos cursos
  • Conteudo exclusivo
  • Material didático
  • Grupo para dúvidas
Assine Agora!

Bimestral

R$ 0

/mês
  • 3 meses de acesso ilimitado
  • Diversos cursos
  • Conteudo exclusivo
  • Material didático
  • Grupo para dúvidas
Assine Agora!

Trabalhando com luzes artificiais do Vray Nessa habilidade trabalharemos com as luzes artificiais que são disponibilizadas pelo Vray Next.

Nessa habilidade trabalharemos com as luzes artificiais que são disponibilizadas pelo Vray Next. O Vray oferece uma série de luzes que simulam o comportamento de lâmpadas e luminárias reais, produzindo efeitos bem realistas de distribuição. temperatura de cor, potência e outras características de iluminação.

Quando inserimos qualquer luz na cena, podemos abrir o Asset Editor e configurar a força em “intensity”, a temperatura de cor (escolhendo diretamente uma cor no seletor de cores ou inserindo um mapa de temperatura de cor), assim como parâmetros que controlam a suavidade da sombra.

Começaremos utilizando trabalhando com luzes lineares, por meio da "rectangle light". A "rectangle light" é um retângulo luminoso, que pode ser setado em diferentes tamanhos e pode ser usado para simular luzes lineares como fitas de Led, luminárias tubulares, áreas luminosas como monitores e telas, assim como o efeito de claridade de uma janela.

Depois exploramos as luzes "omni" e sphere" que são luzes pontuais, que emitem raios para todos os lados. Essas luzes podem simular as tradicionais lâmpadas assim como podem simular luz de fogo, vela, etc.

Trabalhamos ainda com as luzes spot, que permitem o direcionamento da luz e o controle da abertura do foco luminoso, ideal para representar lâmpadas direcionáveis, halogenas com refletores, etc. Já a luz "photometric" permite a utilização de mapas .IES que são arquivos com data que controla o comportamento da luz, e podem ser baixados diretamente do site de fabricantes como a GE, ERCO, etc. Essa opção é ideal para simular com realismo o comportamento de uma lâmpada específica.

Por fim, utilizamos ainda a "mesh light", que permite que a luz seja emitida a partir de um objeto, e podemos simular neon, Lâmpadas acesas, etc.


Dica:
Quando utilizamos luzes no Vray o resultado vai sempre depender do valor de EV que a câmera está setada. Assim, em alguma situações é melhor mexer no EV do que aumentar o diminuir exageradamente a força de uma luz. Normalmente para cenas noturnas queremos que a câmera capte mais luz e em cenas diurnas o contrário.


Ficou Alguma Dúvida?
Acesse nosso grupo de estudos e fale com o instrutor.





Instrutor
Marcio Nisenbaum

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ e mestre pela Dessau Institute of Architecture (Alemanha), colaborador do escritótio PluralPS, tenho mais de 7 anos de experiência como professor universitário nos cursos de Arquitetura, Interiores e Design, e muita paixão por computação gráfica.